©2016 por Ana e Isabel Roth

Gravador | Desenhista | Multimídia | Fotógrafo | Papeleiro | Professor | Escritor

Estudou na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), São Paulo/SP e na Hornsey College of Art, Londres/Inglaterra.

 

Exposições individuais no Brasil

 

1972 (Israel de p&b) Galeria Grife, São Paulo/SP

1978 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), São Paulo/SP

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Paço Municipal, Anfiteatro Cacilda Becker, São Bernardo do Campo/SP

1982 (Criando Papéis) Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo/SP

1982 (Criando Papéis) Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAMRJ), Rio de Janeiro/RJ

1983 (papel bambú corda) Arco Arte Contemporânea, São Paulo/SP

1983 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Câmara Municipal, Palácio Pedro Ernesto, Rio de Janeiro/RJ

1983 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Museu de Arte da Bahia, Salvador/BA

1983 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Câmara dos Deputados, Brasília/DF

1983 (criando papéis) Galeria de Arte, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória/ES

1984 (papéis de trapo) Galeria César Aché, Rio de Janeiro/RJ

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Centro Cultural São Paulo, São Paulo/SP

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Centro Integrado de Cultura, Florianópolis/SC

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Centro Cultural São Lourenço, Curitiba/PR

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Centro Municipal de Cultura, Porto Alegre/RS

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - pinturas) Palácio das Artes, Belo Horizonte/MG

1984 (O Papel como Linguagem – Criando Papéis) Fundação Cultural de Curitiba, Casa da Gravura/Solar do Barão, Curitiba/PR

1984 (O Papel como Linguagem – Criando Papéis) Galeria de Arte/Clube Juvenil, Campus da Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul/RS

1985 (Documentos de Pequenas Histórias) Paulo Figueiredo Galeria de Arte, São Paulo/SP

1986 (Pulp Paintings) Galeria Papier, São Paulo/SP

1988 (Constituição para todos – Painel cívico) Congresso Nacional, Brasília/DF (3ª fase)

1990 (Janela Indiscreta) Galeria de Arte Documenta, São Paulo/SP

1993 (O Jardim) Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo/SP (póstuma)

1994 (Homenagem) Livraria Melhoramentos, Rua Cardoso de Almeida, São Paulo/SP (póstuma)

 

Instalações participativas no Brasil

 

1988 (Constituição para todos) Bienal de livros, São Paulo/SP (1ª fase)

1988 (Constituição para todos) ateliê do artista, São Paulo/SP (2ª fase)

1989 (Germinando) Sede Administrativa e Comercial da FILSAN, São Paulo/SP

 

Instalações não-participativas no Brasil

 

1989 (Germinação) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP

1989 (Uma vida com papel) Mansão França, São Paulo/SP

 

Obras participativas no Brasil

 

1989 (Novos Tempos) Grupo Ultra, São Paulo/SP

1990 (32872 dias do Professor Bardi) Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo/SP

1990 (A Árvore/2ª fase/obra em andamento) Museu de Arte Contemporânea (MAC-USP), São Paulo/SP

1991 (Corações Abertos) Grupo Iochpe, São Paulo/SP

1992 (A Árvore/6ª fase/obra em andamento) Colégio Pueri Domus, São Paulo/SP

1995 (A Árvore/7ª fase/obra em andamento) Centro Educacional Integrado, Cuiabá/MT (póstuma)

1995 (A Árvore/8ª fase/obra em andamento) Hotel Tropical, Manaus/AM (póstuma)

1995 (A Árvore/9ª fase/obra em andamento) Shopping Barra, Salvador/BA (póstuma)

1995 (A Árvore/10ª fase/obra em andamento) Jardim Escola Crescimento, São Luís/MA (póstuma)

1995 (A Árvore/11ª fase/obra em andamento) Colégio Metropolitano, Piracicaba/SP (póstuma)

1996 (A Árvore/12ª fase/obra em andamento) Shopping Novo Batel, Curitiba/PR (póstuma)

1996 (A Árvore/13ª fase/obra em andamento) Colégio N. Sra. do Calvário, Catanduva/SP (póstuma)

1996 (A Árvore/14ª fase/obra em andamento) SESC Rio Preto, São José do Rio Preto/SP (póstuma)

1997 (A Árvore/15ª fase/obra em andamento) Parque Malwee, Jaraguá do Sul/SC (póstuma)

 

Exposições individuais no exterior

 

1977 Middlesex Polytechnic (exposição de graduação com Honors Degree), Londres/Inglaterra

1977 Rozenkrantz Gallery, Oslo/Noruega

1978 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Informasjonsenteret, Oslo/Noruega

1978 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Palais des Chaillot (ONU), Paris/França

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Automation House, Nova York/EUA

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Port Side Gallery, Annapolis/EUA

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Organização das Nações Unidas (ONU), Nova York/EUA

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Palais des Nations, Genebra/Suíça

1981 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) International Center, Viena/Áustria

1982 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) New Gallery, Londres/Inglaterra

1982 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) The Peace Museum, Chicago/EUA

1983 Automation House, Nova York/EUA (em conjunto com Paul Piech)

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Civil Liberties Bureau, Tóquio/Japão

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Education Centre, Osaka/Japão

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Osaka City Hall, Osaka/Japão

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Public Gallery, Hiroshima/Jação

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Takahari City Office Hall, Okayama/Japão

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Prefectural Hall, Mie/Japão

1984 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - aquarelas) Nagoya City Office Hall, Aichi/Japão

1985 Galeria de Arte, Sonoma State University, Rohnert Park/Califórnia/EUA

1986 Prichard Gallery, University of Idaho, Moscow/Idaho/EUA

 

Exposições/Mostras coletivas no Brasil

 

1972 (O Fotógrafo Desconhecido) Museu de Arte Contemporânea (MAC-USP), São Paulo/SP

1973 (7 Jovens Artistas) Galeria Eucatexpo, São Paulo/SP

1973 (7 Jovens Artistas) Galeria Eucatexpo, Curitiba/PR

1973 Congregação Israelita Paulista, São Paulo/SP

1978 (Eros/Mostra de Arte) Arte Aplicada Galeria de Arte, São Paulo/SP

1979 (mostra de escultura lúdica) Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo/SP

1980 (Panorama de Arte Brasileira/Arte sobre Papel) Museu de Arte Moderna de São Paulo, (MAMSP), São Paulo/SP

1980 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) Fundação das Artes, São Caetano do Sul/SP

1980 (Declaração Universal dos Direitos Humanos - xilogravuras) exposição dos ganhadores dos prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte Prêmio Melhor Gravador de 1979 Hotel Macksoud Plaza, São Paulo/SP

1980 (2ª Mostra Poucos e Raros) Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo/SP (março)

1980 (2ª Mostra Poucos e Raros) Club Athletico Paulistano, São Paulo/SP (novembro)

1982 (Espaço Arte Brasileira Contemporânea) FUNARTE,Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Rio de Janeiro/RJ

1984 (Papel Imagem Construção) Arco Arte Contemporânea, São Paulo/SP

1984 (fogo e transparências) Tenda, São Paulo/SP

1984 (Entre o meio e o fim) Galeria da Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói/RJ

1984 (Os Papéis do Papel) Galeria Sérgio Milliet, Museu nacional de belas artes (MNBA), Rio de Janeiro/RJ

1984 (Papel Artesanal no Brasil) Espaço Alternativo, FUNARTE, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro/RJ

1984 Panorama de Arte Brasileira/Arte sobre Papel) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP

1984 (Tradição e Ruptura-Desenho Industrial) Prédio da Bienal, Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo/SP

1984 (Exposição Internacional de arte em out-door - Arte na rua 2) Centro Empresarial Rio onde ficou o trabalho de Otávio Roth) e outros, Rio de Janeiro/RJ (30 painéis

de rua), São Paulo/SP (100 painéis de rua – Avenidas Vicente Rao e Roque Petroni) e Brasília/DF (20 painéis de rua)

1985 (Tendências do Livro de Artista no Brasil) Centro Cultural São Paulo, São Paulo/SP

1985 (Destaques da Arte Contemporânea Brasileira) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP

1986 (1ª Seleção de Arte Jovem Brasileira) Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo/SP

1986 (Barker, Nugent e Roth/Expressões em papel) Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), Porto Alegre/RS

1986 (1ª Mostra de Escultura Efêmera) Fortaleza/CE

1987 (Panorama de Arte Brasileira/Arte sobre Papel) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP

1987 (Papel Artesanal no Brasil) Museu de Arte Contemporânea de Campinas, Campinas/SP

1990 (Panorama de Arte Brasileira/Arte sobre Papel) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP

1990 (Gente de Fibra) SESC Pompéia, São Paulo/SP

1992 (Reciclo) Galeria Sérgio Milliet, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA),Rio de Janeiro/RJ

1992 (Projeto Omame) Granja do Ipê, Brasília/DF

1993 (3º Studio Internacional de Tecnologias de Imagem/Livro Livre) SESC Pompéia, São Paulo/SP (póstuma)

1993 (Panorama de Arte Brasileira

c.1993 /Livro Livre - Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP (póstuma)

1995 (Livro-Objeto/A Fronteira dos Vazios) Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP), São Paulo/SP (póstuma)

 

Exposições/Mostras coletivas no exterior

 

1978 (Statens 91 Kunstutstilling) Kunstner Hus, Oslo/Noruega

1982 (100 anos de Arte-Educação) New Gallery, Londres/Inglaterra

1984 (Intergrafik, 84) Berlim/Alemanha

1985 (Brazil 10) Galeria de Arte, Sonoma State University, Rohnert Park, Califórnia/EUA

1986 (Brazil 10) Prichard Gallery, University of Idaho, Moscow, Idaho/EUA

1986 (Intergraphik, 86), Berlim/Alemanha

1986 (X Exposition Internationale de Dessins Originaux) Museu de Arte Moderna, Rijeka/Iugoslávia (atual Croácia) 1986 (Paper, Stretching the Limits) Fiberworks (?) Berkeley,Califórnia/EUA

1987 (Brazil 10) Galeria de Arte, Universidade Politécnica Estadual da Califórnia, San Luis Obispo/Califórnia/EUA; Cummings Arts Center, Connecticut College,

New London/Connecticut/EUA e Galeria Universitária de Arte,Califonia State University-Fresno, Fresno/ Califórnia/EUA

1987 (Premiere Selection de l ́Art Jeune Bresilien) Maison de L ́Amerique Latine,Paris/França

1987 (Brazil Design) Clube de Diretores de Arte, Nova York/EUA

1987 (21ª Mostra de Gravuras e Desenhos) Bradley/Illinois/EUA

1988 (Brazil 10) Memphis College of Art, Memphis/Tennessee/EUA e Universidade da Flórida, Gainesville/Flórida/EUA

1988 (XI International Exhibition of Original Drawings) Museu de Arte Moderna,Rijeka/Iugoslávia (atual Croácia)

1988 (Design de Cartazes) Plakatmuseum, Niederrhein/Alemanha

 

Instalações participativas no exterior

 

1988 (Population) Museu Leopold Hoesch, Duren/Alemanha, 1988 (The Big Tail/O Grande Rabo), Museu de Arte Contemporânea,Aalborg/Dinamarca

 

Instalações não-participativas no exterior

 

1989 (Documento de Paz) Museu de Israel, Jerusalém/Israel

1989 (International Paper Art Exhibition/O Jardim I) Museu de Kyoto, Kyoto/Japão

1989 (International Paper Art Exhibition/O Jardim I) Hall of Awa Japonese, Tokushima/Japão

1989 (International Paper Art Exhibition/O Jardim I) Museu Azabu, Tóquio/Japão

 

Obras participativas no exterior

1989 Document of Peace, Jerusalém/Israel

1990 (A Árvore/1ª fase/obra em andamento) Escola das Nações Unidas, Nova York/EUA

1992 (A Árvore/3ª fase/obra em andamento) International Academy, El Paso/Texas/EUA

1992 (A Árvore/4ª fase/obra em andamento) Unitec Nation Headquarters,Nova York/EUA

1992 (A Árvore/5ª fase/obra em andamento) Museu Leopold Hoesch, Duren/Alemanha

 

Salões de Arte

 

1973 (II Salão de Arte Jovem do CCBEU) Centro Cultural Brasil-Estados Unidos,Santos/SP

1983 (6º Salão Nacional de Artes Plásticas) Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAMRJ), Rio de Janeiro/RJ

1984 (7º salão Nacional de Artes Plásticas) Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAMRJ), Rio de Janeiro/RJ

 

Bienais/Trienais

 

1973 (2ª Bienal de Artes Plásticas) Santos/SP

1984 (1ª Bienal Latino Americana) Havana/Cuba

1984 (V Bienal IberoAmericana de Arte) Cidade do México/México

1986 (IX Bienal Internacional de Gravuras) Bradford/Inglaterra

1986 (I Bienal de Papel) Museu Leopold Hoesch, Duren/Alemanha

1986 (1ª Bienal Latino Americana de Trabalhos em Papel) Buenos Aires/Argentina

1986 (V Bienal Ibero Americana de Arte) Cidade do México/México

1988 (II Bienal Internacional de Papel) Museu Leopold Hoesch, Duren/Alemanha

 

Prêmios

 

1973 Prêmio Aquisição (II Salão de Arte Jovem do CCBEU) Centro Cultural Brasil-Estados Unidos, Santos/SP

1979 Prêmio Melhor Gravador pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) (uma gravura do artista foi criada especialmente por ocasião da entrega do prêmio foi oferecida a todos os premiados do ano, em todos as categorias)

1985 Prêmio de Pesquisa (Paulo Figueiredo Galeria de Arte) pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA)

1989 Prêmio melhor ilustrador em literatura infanto-juvenil pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), pelo livro Azul e Lindo Planeta Terra, Nossa Casa, Editora Salamandra 

1991 Prêmio melhor ilustrador em literatura infanto-juvenil pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), pelo livro ___Editora Salamandra

1993 Prêmio Monteiro Lobato, Academia Brasileira de Letras pela coleção O homem e a Comunicação em coautoria com Ruth Rocha, Editora Melhoramentos

1993 Prêmio Jaboti para melhor coleção, pela Coleção O Homem e a Comunicação em coautoria com Ruth Rocha, Editora Melhoramentos

1993 Prêmio Jaboti para projeto editorial, pela Coleção O Homem e a Comunicação em coautoria com Ruth Rocha, Editora Melhoramentos

1993 Prêmio Fundação Nacional do Livro Infantil

1995 Prêmio (in memorian) Adolfo Aizen de Literatura Infantil União Brasileira de Escritores, pelo livro Duas Dúzias de coisinhas à toa que Deixam a gente feliz, Editora Ática

 

 

Lançamento internacional de gravura (com selo comemorativo)

1982 para a Organização das Nações Unidas (ONU)

         (World Federation of United Nations Associations)

         (Fédération Mondiale des Associations pour les Nations Unies)

         “Conservação e Proteção da Natureza”

         (xilogravura em cores, com edição de 1000 exemplares)

1990 para a Organização das Nações Unidas (ONU)

         (World Federation of United Nations Associations)

         (Federation Monidale des Associations pour les Nations Unies)

         “Plantas Medicinais”

         (litografia em cores, com colagem, com edição de 1000 exemplares)

 

Trabalhos de exceção

1988 Edição única, artesanal, da Constituição do Brasil. 4 exemplares oficiais mais 2  exemplares não oficiais, assim distribuídos: 1 para o Presidente da Constituinte (Ulysses Guimarães); 1 para o Congresso Nacional; 1 para o Presidente da República (José Sarney); 1 para o Presidente do Supremo Tribunal Federal  (Rafel Mayer); 1 para o patrocinador (Papel Simão) e 1 para o artista.

 

Curadorias | Coordenações

1984 (Os papéis do Papel) Galeria Sérgio Milliet, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Rio de Janeiro/RJ

1984 (Papéis do Mundo) Centro Cultural São Paulo, São Paulo/SP e Galeria Rodrigo Mello de Freitas, FUNARTE, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Rio de Janeiro/RJ

1985 (Brazil 10) Galeria de Arte, Sonoma State University, Rohnert Park/Califórnia/EUA (em conjunto com Bob Nugent)

1986 (Brazil 10) Prichard Gallery, University of Idaho, Moscow/Idaho/EUA (em conjunto com Bob Nugent)

 

Cursos ministrados | Palestras | Conferências | Oficinas

1984 Criação de Papel Artesanal, Centro de Convenções Rebouças, São Paulo/SP

1984 Criação de Papel Artesanal, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro/RJ

1984 (Fórum de debates) Arquivo da Cidade, Rio de Janeiro/RJ

1984 Oficina de Papel Artesanal, Indústria de Papéis Simão, São Paulo/SP (consultoria para implantação)

1984 Oficina de Papel Artesanal, Ministério da Justiça, Brasília/DF (consultoria para implantação)

1989 International Paper Art Exhibition in Japan, local(ais) não identificado(s), Japão

 

Livros escritos

ROTH, Otávio. O que é papel. Coleção Primeiros Passos. vol. 99. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1983. 99 p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Círculo do Livro. São Paulo. Brasil. 1984. 52p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1988. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. The universal declaration of human rights. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. 1989. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul e lindo planeta terra, nossa casa. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul y lindo planeta tierra, nuestra casa. Publicaciones de las naciones unidas. sem crédito para tradutor. sem local. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Blue and beautiful planet earth, our home. United Nations Publications. sem crédito para tradutor. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. A história da escrita. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de la escritura. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. A história do livro. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. La historia del libro. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks.sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das letras. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de las letras. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das línguas. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de los idiomas. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das tintas. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de las tintas. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro do lápis. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel.

São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro del lápiz. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks.sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro do papel. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro del papel. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro dos gestos e dos símbolos. Coleção O homem e a comunicação.Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de los gestos y las señales. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local.  1992. 32p. il.

ROTH, Otávio. Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994. 16p. il.

ROTH, Otávio. Outras duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994. 16p. il.

 

Ilustrações originais

Calendário. Campanha pela Anistia Ampla Geral e Irrestrita. 1979. il.

Guia das Artes Plásticas. nº 1. ano 1. setembro-outubro 1986. Casa Editorial Paulista. São Paulo. Brasil. (capa)

ROTH, Otávio. O que é papel. Coleção Primeiros Passos. vol. 99. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1983. 99 p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Círculo do Livro. São Paulo. Brasil. 1984. 52p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1988. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. The universal declaration of human rights. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. 1989. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul e lindo planeta terra, nossa casa. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul y lindo planeta tierra, nuestra casa. Publicaciones de las naciones unidas. sem crédito para tradutor. sem local. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Blue and beautiful planet earth, our home. United Nations Publications. sem crédito para tradutor. 1990. 46p. il.

ROTH, Otávio. Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994. 16p. il.

ROTH, Otávio. Outras duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994. 16p. il.

1994. Annual Conference. International Textile Manufacturers Federation (ITMF).São Paulo. Brazil. 1994. 

 

Ilustrações não-originais

PRADO JR., Caio. O que é a liberdade. Capitalismo X Socialismo. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1980. 63p. il.

TIERRA, Pedro. Dies Irae. Oito testemunhos indignados e uma ressurreição. Edição do autor. Brasília/DF. Brasil. 1999. 118p. il.

 

Design gráfico (livros)

ARAÚJO, Braz José de (org.). A crise da USP. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

BENEVIDES, Maria Victória. O governo Jânio Quadros. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 118 p. il.

BETTO, Frei (Carlos Alberto Libânio Christo). O que é comunidade eclesial de base. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1981. 129p. il.

BOTOMÉ, Sílvio P. e  GONÇALVES, Célia M. C.. Descubra um novo autor: você. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe (123 Artistas Gráficos). Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1981. 120p. il.

CANIATO, Rodolpho. O que é astronomia. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

CHAUÍ, Marilena. O que é ideologia. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

CHIAVENATO, Júlio José. O negro no Brasil, da senzala à Guerra do Paraguai. Editora Brasiliense.São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

CHIAVENATO, Júlio José. Stroessner: Retrato de uma ditadura. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

CORRÊA, Mariza. Os crimes da paixão. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

DIMENSTEIN, Gilberto. A guerra dos meninos. Assassinatos de menores no Brasil. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. 1990. 107p. il.

DIMENSTEIN, Gilberto. As Armadilhas do poder. Bastidores da imprensa. Folha de São Paulo/Summus Editorial Ltda. São Paulo. Brasil. 1990. 155p.

DIMENSTEIN, Gilberto. Meninas da noite. A prostituição de meninas-escravas no Brasil. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1992. 163p. il.

DIMENSTEIN, Gilberto. O cidadão de papel. A infância, a adolescência e os direitos humanos no Brasil. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1993. 157p. il.

FERNANDES, Rubem C.. A Igreja de Wojtyla. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

FRANCO JÚNIOR, Hilário. As cruzadas. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

GOLDEMBERG, José. O que é energia nuclear.Coleção Primeiros Passos.Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 68 p. il.

GOLDFEDER, Sônia. A primavera de Praga. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

GONZÁLEZ, Horácio. O que é subdesenvolvimento. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 124p. il.

GORENDER, Jacob. A Burguesia Brasileira. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

GUERIN, Daniel. Um ensaio sobre a revolução sexual. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

HOCQUENGHEM, Guy. A contestação homossexual. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

KONDER, Leandro. O que é dialética. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

LAJOLO, Marisa. O que é literatura. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LEMOS, Carlos Alberto Cerqueira. O que é arquitetura. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 86 p. il.

LOBATO, Monteiro. Barca do Gleyre. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Cartas escolhidas. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Conferências, artigos e crônicas. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Críticas e outras notas. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Literatura do minarete. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Mr. Slang e o Brasil – Problema Vital. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Mundo da lua e Miscelânea. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

LOBATO, Monteiro. Na antevéspera. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

MAFFEI, Eduardo. Vidas sem norte. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

MARSON, Izabel. A rebelião praieira. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

MOREIRA, Ruy. O que é Geografia. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PACHECO BORGES, Vavy (Vera Hercília Faria). O que é história. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo.Brasil. 1980. 84 p. il.

PACIORNIK, Moysés. Parto de cócoras. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PEREIRA, Carlos Alberto M. e BUARQUE DE HOLANDA, Heloísa (orgs.). Patrulhas ideológicas. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PEIXOTO, Fernando. O que é teatro. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 128 p. il.

PINSKY, Jaime (org.). Questão Nacional e Marxismo. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

POMER, León. América – Hitórias, delirios e outras magias. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

POMER, León. As independências na América Latina. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PRADO JÚNIOR, Bento e outros. Descaminhos da educação pós-68. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PRADO JÚNIOR, Caio. O que é filosofia. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

PRESTES MOTTA, Fernando C. O que é burocracia. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

QUEIRÓZ, José J.. A Igreja dos pobres na América Latina. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

RATTNER, Henrique. Brasil 1990. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

REIS FILHO, Daniel Aarão. A construção do socialismo na China. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Círculo do Livro. São Paulo. Brasil. 1984. 52p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Declaração universal dos direitos humanos. Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1988. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. The universal declaration of human rights. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. 1989. 50p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul e lindo planeta terra, nossa casa. Organização das Nações Unidas em conjunto com Salamandra Consultoria Editorial S/A. Rio de Janeiro. Brasil. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Azul y lindo planeta tierra, nuestra casa. Publicaciones de las naciones unidas. sem crédito para tradutor. sem local.1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. Blue and beautiful planet earth, our home. United Nations Publications. sem crédito para tradutor. 1990. 46p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. A história da escrita. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de la escritura. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. A história do livro. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. La historia del libro. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das letras. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de las letras. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das línguas. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de los idiomas. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro das tintas. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil.  1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de las tintas. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro do lápis. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro del lápiz. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro do papel. Coleção O homem e a comunicação. Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro del papel. Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. O livro dos gestos e dos símbolos. Coleção O homem e a comunicação.Ilustrações Raquel Coelho. Cia. Melhoramentos de São Paulo, Indústria de papel. São Paulo. Brasil. 1992. 32p. il.

ROCHA, Ruth e ROTH, Otávio. El libro de los gestos y las señales.Ilustraciones Raquel Coelho. Coleción El hombre y la comunicción. sem crédito para tradutor. Melbooks. sem local.  1992. 32p. il.

RODRIGUES BRANDÃO, Carlos (org.). A questão política da educação popular. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

ROQUE JACINTHO. Contabilidade industrial. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

ROQUE JACINTHO. Introdução à contabilidade. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas. 

ROSSI, Clóvis. O que é jornalismo. Coleção Primeiros Passos. Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 90 p. il.

ROTH, Otávio. Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994. 16p. il.

ROTH, Otávio. Outras duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz. Apresentação Ruth Rocha. Editora Ática. São Paulo. Brasil. 1994.

SANTOS, Joel Rufino dos. O que é racismo. Coleção Primeiros Passos.Capa ROTH, Otávio e DOCTORS, Felipe. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil.1980. 82 p. il.

TEIXEIRA COELHO. O que é indústria cultural. Coleção Primeiros Passos. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

VERGUEIRO, Laura. Opulência e miséria das Minas Gerais. Coleção Tudo é História. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

WALKENSTEIN, Eileen. Bitolando pela psiquiatria. São Paulo. Brasil. sem ano. sem número de páginas.

 

Design gráfico (periódicos)

Guia das Artes Plásticas. nº 1. ano 1. setembro-outubro 1986. Casa Editorial Paulista. São Paulo. Brasil.

Revista de Economia Política. Editora Brasiliense. São Paulo. Brasil. vol. 1. nº 1.janeiro-março 1981. sem ano. sem número de páginas. 

 

Design gráfico (outras publicações)

O Meio-Ambiente por inteiro. Frente Nacional de Ação Ecológica na Constituinte. As questões ambientalistas que a nova constituição não pode ignorar.Vários co-editores. Opúsculo. c.1988. il.

Paraná. Eu também sou parte desta história. Ass. Cultural Avelino Andrade Vieira. Projeto Memória Bamerindus. Palácio Avenida. Curitiba/PR. Brasil. 1993. 32p. il.

Verde, amarelo, cor de anil, são as cores do Brasil (por enquanto). Frente Nacional de Ação Ecológica na Constituinte. Cartão postal. c.1988. il.

1994. Annual Conference. International Textile Manufacturers Federation (ITMF). São Paulo. Brazil. 1994. 

 

Design gráfico (objetos)

Camiseta. Exposição Constituição para todos (Painel cívico) Congresso Nacional, Brasília/DF. 1988. ilustração impressa em silk-screen.

Camiseta. Campanha O Meio-Ambiente por inteiro. Frente Nacional de Ação Ecológica na Constituinte. c.1988. ilustração impressa em silk-screen.

 

Críticos | Curadores | Escritores | Acadêmicos
com textos ou citações nominais

Antonio Gonçalves Filho; Beatriz Schiller; Daniel L. Pastura; Desmond Morton (Canadá); Elizabeth Herrington (EUA); Elsa B. Endrst (EUA); Else Bollow (Dinamarca); Enock Sacramento; Ernestina Karman; Fernando Cerqueira Lemos; Fernando Leça; Gerhard Wilda; J. L. (não identificado) (EUA); Jeff Endrst (EUA); Júlio Sans; Lars Fitjar (Noruega); Leopold Rodés; Maria Cristina Andrade Vieira; Nazareth Carvalho; Oystein Lovseth (Noruega); Paolo Maranca; Radha Abramo; Rafael Marko; S. B. G. (não identificado); Samuel A. Tower (EUA); 

 

Críticos | Curadores | Escritores | Acadêmicos
com textos ou citações gerais 

Cláudia Andujar (catálogo O Fotógrafo Desconhecido, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC-USP), novembro-dezembro de 1972); Comissão organizadora (Aníbal Martins Clemente, Evêncio Martins da Quinta filho, Gilda Martins Figueiredo, Paulo César Chaves de Amarante e Solange Maria Amorim) (catálogo 2ª Bienal de Artes Plásticas, Santos/SP, julho-agosto de 1973); Djalma L. (Limongi?) Batista (catálogo O Fotógrafo Desconhecido, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC-USP), novembro-dezembro de 1972); George Love (catálogo O Fotógrafo Desconhecido, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC-USP), novembro-dezembro de 1972); Geraldo Ferraz (catálogo 2ª Bienal de Artes Plásticas, Santos/SP, julho-agosto de 1973); Maureen Bisilliat (catálogo O Fotógrafo Desconhecido, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC-USP), novembro-dezembro de 1972); Paulo Nathanael Pereira de Souza ((Declaração Universal dos Direitos Humanos, Paço Municipal, Anfiteatro Cacilda Becker, São Bernardo do Campo/SP); Walter Zanini (catálogo O Fotógrafo Desconhecido, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC-USP), novembro-dezembro de 1972);

 

Referências bibliográficas (livros)

ANDRADE VIEIRA, Maria Christina de. dito e feito. DBA Dórea Books and Art. São Paulo. Brasil. 1994. 227p. 

BULOW, Else. Art and Alvar Aalto. Nordjyllands Kunstmuseum.  1991.123p. il. 

O Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP). Banco Safra Projeto Cultural. 1990. 319p. il. 

O Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAMSP). Banco Safra Projeto Cultural. 1998. 351p. il. 

 

Referências bibliográficas (catálogos, folders, convites)

PEREIRA DE SOUZA, Paulo Nathanael. Paço Municipal, Anfiteatro Cacilda Becker, São Bernardo do Campo/SP

WILDA. Gerhard. Israel de P&B. Galeria Grife. São Paulo/SP. setembro de 1972.

 

Referências bibliográficas (periódicos)

ABRAMO, Radha. Quando a palavra cresce em relevo. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

ABRAMO, Radha. Os valores de cada um, frente à cração. Folha de São Paulo, São Paulo/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. A crise atinge a arte. Revista Visão. São Paulo/SP. nº 2. ano XXX. 12/1/1981.

da Redação. Direitos do homem na arte da gravura. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

da Redação. Direitos humanos volver. Jornal da Tarde. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

da Redação. Críticos paulistas apontam os melhores nas artes em 1979. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro/RJ. 9/1/1980.

da Redação. A APCA seleciona os seus preferidos no ano de 79. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. janeiro de 1980.

da Redação. Os prêmios da APCA. Jornal da Tarde (?). São Paulo/SP. dia não identificado. janeiro de 1980.

da Redação. Livros que pouca gente conhece. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. março de 1980.

da Redação. APCA entrega prêmios aos melhores. Folha da Tarde (?). São Paulo/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. A festa da APCA, com prêmios para todo mundo. O Estado de São Paulo. São Paulo/SP. 12/5/1980.

da Redação. Os melhores do ano, segundo a APCA. O Estado de São Paulo. São Paulo/SP. dia e mês não identificados. 1980.

da Redação. O desenhista de 3  milhões de dólares. Revista Veja. São Paulo/SP. edição 1273. ano 26. nº 5. 3/2/1993.

da Redação. Otávio Roth: um importante papel. Revista Visão. Artes & Artes. São Paulo/SP. edição nº 5. ano 1. 3/9/1984. 

da Redação. Otávio Roth, um trabalho sobre os Direitos Humanos. O Estado de São Paulo. São Paulo/SP. 5/12/1979.

da Redação. Fundação das Artes reúne melhores artistas de 79. jornal não identificado. São Caetano do Sul/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. Melhores da APCA, em São Caetano. O Estado de São Paulo. São Paulo/SP. maio de 1980.

da Redação. Poucos e Raros: livros e arte for a do esquema comum. Jornal da Tarde. São Paulo/SP. 19/3/1980.

ENDRST, Jeff. Human Rights artist acclaimed.  UN (United Nations) Observer & International Report. Nova York. EUA. janeiro de 1982.

GONÇALVES FILHO, Antonio. ONU expõe xilos do brasileiro Roth. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. 10/12/1981.

HERRINGTON, Elizabeth. One man´s dedication to the art of papermaking. Brazil Herald. Rio de Janeiro/RJ-São Paulo/SP. vol. 37. nº 739. 29/7/1982.

MARANCA. Paolo. Artes visuais. As Exposições de hoje. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

não identificado. Roth: consultor de papéis. Jornal de Brasília. Brasília/DF. 1984. data não identificada.          

RODÉS, Leopold. Papel-arte: Otávio Roth. O Papel. Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP). São Paulo/SP. nº 9. ano LVI. setembro de 1995. capa e pgs. 14-18.

S. B. G. (não identificado). Não perca. Calendários. Revista Visão (?). São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

SACRAMENTO, Enock. Os melhores de 79 na Fundação das Artes – II. jornal não identificado. São Caetano do Sul/SP. 26/5/1980.

SANS, Júlio (entrevista a). A incrível árvore de Otávio Roth. Revista Shalom. São Paulo/SP. nº 290. ano XXV. maio de 1991. capa e pgs. 28-31.

SCHILLER, Beatriz. Um brasileiro desenha os direitos humanos na ONU. Diário Popular. São Paulo/SP. dia não identificado. julho de 1981.

TOWER, Samuel A.. United Nations Issue Stresses Conservation. The New York Times. Nova York. EUA. 7/11/1982.

 

Referências bibliográficas (outras publicações) 

da Redação. Israel em P&B. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia não identificado. setembro de 1972.

da Redação. No MASP, a entrega do “prêmio especial” para o jornal Auxiliar. Auxiliar. São Paulo/SP. ano VIII. nº 45. maio-junho 1980.

da Redação. Otavio Roth Design Subject of WFUNA FDC and Art Print. Stamps. Nova York. EUA. 6/11/1982.

da Redação. Roth creates art print for WFUNA cachet. publicação não identificada. Nova York. EUA. dia e mês não identificados. 1982.

da Redação. WFUNA  to take part in FD ceremony. Linn´s stamp news. Nova York. EUA. 8/3/1982.

ENDRST, Elsa B. Art Embraces Human Rights. UN (United Nation) Observer & Internatkional report. Nova York. EUA. vol. IV. nº 7. agosto de 1981.

FITJAR, Lars. Menneskerettighetene son plakater of grafikk. publicação não identificada. cidade não identificada. Noruega. dia e mês não identificados. 1979.

Gravuras. compreensão e conservação. Edição Cambona Centro de Arte e Webster Arte. Porto Alegre/RS. 1984. 62p. il. 

Histórico da Gráfica. Shalom – Liga Israelita do Brasil. OAT – Oficina Abrigada de Trabalho. Yom Kipur (5758). São Paulo/SP. 1995. 72p. il.

Histórico da Oficina Abrigada de Trabalho. Shalom – Liga Israelita do Brasil. OAT – Oficina Abrigada de Trabalho. Rosh Hashaná (5757). São Paulo/SP.1996-1997. 62p. il.

J. L. (não identificado) Printmaking as na act of conscience. PrintNewsThe international digest for printmakers. Nova York. EUA. vol. 3. nº 2. abril-maio de 1981.

LOVSETH, Oystein. Otávio Roth – grafiker fra Brasil. publicação não identificada. cidade não identificada. Noruega. dia não identificado. dezembro de 1979.

MARKO, Rafael. Um sonho de papel. Shalom – Liga Israelita do Brasil.

OAT – Oficina Abrigada de Trabalho. Chanucá (5756). São Paulo/SP. 1995. 84p. il.

MORTON, Desmond. The United Nations. Its history and the Canadians who shaped ir.Fifty years of struggle and hope. Kids Can Press Ltda. Toronto. Canadá. 1995. 64p. il. 

não identificado. A protest. Artist to exhibit posters. publicação não identificada. Nova York (?). EUA. dia e mês não identificados. 1979.

não identificado. Bred kampanje mot tortur. publicação não identificada.cidade não identificada. Noruega. dia e mês não identificados. 1979.

Os melhores de São Paulo 1956-1982. Associação Paulista de Críticos de Arte. Publicação própria. Imprensa Oficial do Estado. 1983.

PASTURA, Daniel L.. O bela tema de Otávio: a liberdade. Shalom. São Paulo/SP. março de 1980.

Secretariat News. WFUNA. United Nations Headquarters. Nova York. EUA.16/11/1982.

Tributo a Otávio Roth. Shalom – Liga Israelita do Brasil. OAT – Oficina Abrigada de Trabalho. Pessach (5755). São Paulo/SP. 1995. 72p. il.

 

Notas bibliográficas

CERQUEIRA LEMOS, Fernando. A repressão, o lazer e a arte lúdica. Folha de São Paulo (?). São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.            

CARVALHO, Nazareth. direitos humanos. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

colunista social não identificado. publicação não identificada. São Paulo/SP. 11/9/1972.

da Redação. Abre hoje exposição coletiva beneficente. Diário Popular (?). São Paulo/SP. 12/10/1973.

da Redação. acontece o seguinte. Israel é o tema. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia e mês não identificados. 1972.

da Redação. Arte & Poder. Shalom. São Paulo/SP. dezembro-janeiro. 1979-1980.

da Redação. Artes. Publicação não identificada. São Paulo/SP. dia e mês não identificados. 1979.

da Redação. Artes Plásticas. Folha da Tarde. São Paulo/SP. 23/9/1972.

da Redação. Artist creates WFUNA cachet for UN conservation stamps. Stamp Collector. Cidade não identificada. EUA. 8/11/1982.

da Redação. Ato público vai protestar contra as prisões hoje. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. 10/12/1979.

da Redação. CBA – SP promove Semana. Publicação não identificada. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

da Redação. Duas mostras e muitos artistas. Jornal da Tarde (?). São Paulo/SP.12/10/1973.

da Redação. Exposições. Diário Popular (?). São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

da Redação. Exposições. Jornal da Tarde. São Paulo/SP. 4 dias não identificados. outubro de 1972.

da Redação. Exposições. Publicação não identificada. São Paulo/SP. 4 dias e mês não identificados. 1972.

da Redação. Fotografias. publicação não identificada. São Paulo/SP. 12/9/1972.

da Redação. Fotos em destaque. 365 dias de festas. Shalom. São Paulo/SP. setembro de 1972.

da Redação. Galeria Grife.  Folha de São Paulo (?). São Paulo/SP. 11/9/1972.

da Redação. Galerias. Diário Popular (?). São Paulo/SP. dia e mês não identificados.1972.

da Redação. geral. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. dezembro de 1979.

da Redação. geral. O Estado de São Paulo. São Paulo/SP. 3/12/1979.

da Redação. Hoje. publicação não identificada. São Paulo/SP. 12/9/1972.

da Redação. Hoje. publicação não identificada. São Paulo/SP. 12/9/1972.

da Redação. Israel. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia não identificado. setembro de 1972.

da Redação. Israel é o tema. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia não identificado. setembro de 1972.

da Redação. Israel em preto e branco. publicação não identificada. São Paulo/SP. dia e mês não identificados. 1972.

da Redação. Israel em preto e branco para ser visto no (sic) Grife. Diário Popular (?).São Paulo/SP. dia não identificado. setembro de 1972.

da Redação. Jornal da Tarde. São Paulo/SP. 18.3.1980.

da Redação. Mostra de escultura lúdica. Participantes. Notícia Arte Aplicada. São Paulo/SP. 4-26/9/1979.

da Redação. O domínio da escultura. O Estado de São Paulo (?). São Paulo/SP. sem data.

da Redação. Roteiro. Publicação não identificada. São Paulo/SP. 2 dias e mês não identificados. 1972.

da Redação. Roteiro. Diário Popular (?). São Paulo/SP. dia e mês não identificados. 1972.

da Redação. sem título. Folha da Tarde (?). São Paulo/SP. dia não identificado. janeiro de 1980.

da Redação. APCA. O Estado de São Paulo (?). São Paulo/SP. dia não identificado.  janeiro de 1980.

da Redação. Festa dos melhores. Folha de São Paulo. São Paulo/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. APCA entrega prêmios aos melhores. Folha da Tarde (?). São Paulo/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. A festa da APCA. Folha da Tarde (?). São Paulo/SP. dia não identificado. maio de 1980.

da Redação. WFUNA at INTERPEX´82. Stamps. Nova York. EUA. 20/3/1982.

TOWER, Samuel A.  INTERPEX opens thrusday at the Coliseum. The New York Times. Nova York. EUA. 14/3/1982.